Warning: Declaration of tie_mega_menu_walker::start_el(&$output, $item, $depth, $args) should be compatible with Walker_Nav_Menu::start_el(&$output, $item, $depth = 0, $args = Array, $id = 0) in /home/luizao/public_html/wp-content/themes/sahifa/functions/theme-functions.php on line 1959
Coração aberto e vigilância para conversão e santidade | Diocese de Cachoeiro de Itapemirim

Coração aberto e vigilância para conversão e santidade

Ouvir a voz do Espírito Santo e seguir os seus caminhos. O pregador de Sorocaba, São Paulo, Alan Costa, falou sobre conversão e santidade na primeira palestra, neste sábado, dia (23), no Congresso Diocesano da Renovação Católica da Cachoeiro de Itapemirim. O evento acontece no Ginásio da AABB, no bairro BNH.

 

Para ele, a conversão tem que ser de coração. Muitas vezes, vive-se uma conversão superficial mesmo dentro da Igreja. É preciso ter uma verdadeira experiência com Jesus. “Todos  precisam de mudanças. Queremos mudar o outro, mas é preciso começar em nós. É necessário que sejamos diferentes não só dentro da igreja mais em todos os lugares. Se não estivermos preparados constantemente para ouvir a voz do Espírito Santo”, disse.

 

Costa enfatizou que os católicos precisam dar direção do que vão fazer ao Espírito Santo. Não se pode fazer as coisas na vida de qualquer jeito. “Vamos colocar zelo, começar a fazer tudo de verdade,  de coração buscando a verdadeira conversão. Busque a santidade: a graça está nela. Vigie sua conduta. Quantas vezes fazemos algo que vai contra os princípios da Igreja pensando que ninguém está vendo. Mas Aquele (Jesus), que é a pessoa mais importante, sabe”.

 

É necessário aprender a silenciar para controlar o que fazemos.Muitas vezes, falam dos irmãos. Em outros momentos surge a autossuficiência. É preciso buscar o reconhecimento de Deus, fazendo as obras que Lhe agradam. “Vamos perdoar, amar mais e policiar as nossas atitudes. Assim viveremos a conversão e a santidade a cada novo dia”.

Normas para utilização:

  1. Este espaço não é destinado a perguntas;
  2. Os comentários postados neste espaço serão moderados antes da publicação;
  3. O site não publica comentários que façam apologia à violência, contenham palavrões, sejam contra a legislação vigente, aos dogmas e fé da Igreja Católica Apostólica Romana, não digam respeito ao assunto da matéria, que contenham propaganda, que tenham cunho ofensivo ou mentiroso, obsceno, racista, homofóbico ou discriminatório;
  4. Seu e-mail não será exibido nos comentários postados;
  5. Ao enviar seu comentário você aceita as normas para publicação.